As marcas que deixaram em você

Existem momentos em que tudo parece dar errado e que uma pessoa aparentemente interessante pode muito bem ser o potencial protagonista de uma relação destrutiva. Você passou por experiências ruins que lhe fizeram caminhar pela vida com sapatinhos de chumbo, por medo de ficar descalça novamente e machucar os pés –e quebrar os sentimentos– ao tropeçar em algumas expectativas. E isso te faz correr atenta, … Continuar lendo As marcas que deixaram em você

Se as desculpas são constantes e a humilhação virou amiga do amor, é hora de dizer adeus.

O peso do desinteresse alheio multiplicado por nossas expectativas causam mais ilusões que um show do Houdini. Se as desculpas são constantes e a humilhação virou amiga do amor, é hora de dizer adeus. Pare de empurrar para debaixo do tapete toda essa sujeira que já ofuscou até mesmo os teus sonhos mais brilhantes. Não tente se sabotar dizendo que é só uma fase e … Continuar lendo Se as desculpas são constantes e a humilhação virou amiga do amor, é hora de dizer adeus.

Laura

Laura tem vontade de chorar porque as pessoas dizem palavras más contra ela muito rápido. Laura tem vontade de chorar porque seu coração sangra e as pessoas que deveriam se importar com ela, não se importam. Laura tem vontade de chorar porque não aguenta mais os jogos de sua mente. Laura tem vontade de chorar porque é sempre ela que está a chorar sozinha. Laura … Continuar lendo Laura

Você existe internamente?

Eu falo sozinha internamente o tempo todo. Pareço uma interrogação imensa. Eu não consigo definir medidas, elas são universais. Todos os dias milhares de filmes passam na minha cabeça. Hoje nasceu uma espinha no meu queixo, ela não existia externamente. Hoje eu estou triste, mas não estou sozinha. Por que o universo é tão grande? A maioria das minhas poesias são parecidas. Você existe? Continuar lendo Você existe internamente?

ResFRIAdo

Bolinhos de cacos de vidros, são produzidos por tosses temperamentais e espirros com ‘sabor’ de nó na cabeça. A gente deixa escapar o que não é pra ser dito, feito a “cachoeira” que a gente tenta conter no nariz – “um lencinho, por favor!” E é rosa e docinho, amarelo e vermelho, e vem também da receita natural da avó, o chá que cura o … Continuar lendo ResFRIAdo

Ela não é clichê 

Ela não é clichê, e não foi alguém que me disse isso, eu descobri sozinho. Já tinha ouvido que nessa vida iria me surpreender muito e me decepcionar muito e na verdade estava mais preparado para as decepções do que para as surpresas e olha só quem me apareceu. Ela é intensa em tudo que faz, ela tem insônia – por preocupação, estresse ou somente … Continuar lendo Ela não é clichê